Damapel é laureada com certificado e troféu na 13ª edição do Selo Ambiental de Guarulhos e classificada em 1º na categoria “Empresa Amiga do Meio Ambiente”, recebendo o Prêmio Fundambiental 2016

Por Damapel - 8 de novembro de 2021

Prêmios entregues pelo prefeito Sebastião Almeida à empresa Damapel Indústria Comércio e Distribuição de Papéis Ltda., representada pelo eng. Fernando Ferreira Júnior, gerente de meio ambiente, e Sr. Sérgio Oliveira de Matos, diretor da Damapel.

No dia 27 de junho de 2016, durante a cerimônia da 13ª edição do Selo Ambiental, realizada pela Prefeitura de Guarulhos em parceria com a Câmara de Guarulhos no auditório do Teatro Adamastor, a Damapel Indústria Comércio e Distribuição de Papéis Ltda. foi laureada pelo projeto “Responsabilidade Socioambiental na Empresa Damapel”, realizado pelo eng. Fernando Ferreira Júnior, gerente de meio ambiente, recebendo o troféu e o certificado do Selo Ambiental por ter contribuído para a defesa, preservação e melhoria do meio ambiente, proporcionando melhor qualidade de vida ao município. A empresa conquistou também o certificado do Prêmio Fundambiental, por ter sido classificada em 1º lugar na categoria “Empresa Amiga do Meio Ambiente”, recebendo prêmio no valor de R$ 1.300,00.

Houve 90 inscrições em cinco categorias: "Cidadã e Cidadão Amigo do Meio Ambiente", "Instituição Amiga do Meio Ambiente", "Instituição de Ensino Amiga do Meio Ambiente", "Empresa Amiga do Meio Ambiente" e "Iniciativa Científica". A premiação contou com a participação do prefeito Sebastião Almeida, do secretário de Meio Ambiente Luiz Henrique Zanetta, do presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos de Saneamento Básico do Município de Guarulhos Plínio Tomaz, do presidente da Câmara Professor Jesus, dos parlamentares Guti e Heleno Metalúrgico, respectivamente presidente e secretário da Comissão Permanente de Meio Ambiente da Câmara, e do vereador Professor Rômulo Ornelas.

O projeto “Responsabilidade Socioambiental na empresa Damapel”, apresentado pelo eng. Fernando Ferreira Júnior, teve como temas o uso de celulose de madeiras de reflorestamento, recuperação de fibras celulósicas, tratamento de efluentes líquidos e reúso da água, coleta seletiva, gerenciamento dos resíduos industriais com as explicações das destinações corretas de cada um (cinzas das caldeiras, lodo da ETE, lâmpadas, pilhas e baterias, lixo eletrônico, óleo de cozinha, óleos lubrificantes, pneus, refiles de papéis, papelão, plásticos, metais, bombonas e tambores de produtos químicos, etc.), instalação de telhas transparentes nos galpões do processo produtivo para redução do consumo de energia elétrica, implantação de coletor de água da chuva para armazenamento e irrigação do jardim da empresa, educação ambiental com o início das visitas de escolas estaduais, particulares, técnicas, faculdades e universidades para conhecerem o processo de fabricação de papel, reciclagem e ações de sustentabilidade desenvolvidas na empresa.